Jean Jacques fora da corrida à presidência da FAB

Jean Jacques fora da corrida à presidência da FAB

A candidatura de Jean Jacques da Conceição à presidência da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), para o quadriénio 2020/24, foi considerada inelegível pela comissão nacional eleitoral.

No comunicado do órgão a que a ANGOP teve acesso, neste sábado, em Luanda, explica-se que a decisão resulta do facto do ex-basquetebolista não ter respeitado a data limite para a entrega das listas candidatas, dia 22 de Setembro último.

Conforme o documento da comissão nacional para as eleições na FAB, é considerada elegível a lista – A, liderada por José Moniz Silva, a lista – B, comandada por Armando Filipe Dala, bem com a lista – C, tendo como líder Manuel Moreira.

Jean Jacques da Conceição, antigo vice-presidente do órgão reitor da modalidade, foi o primeiro dos concorrentes a apresentar a candidatura publicamente, no dia 8 de Julho, na capital do país.

Na ocasião, o único africano integrante do hall da fama da FIBA disse que um dos principais objectivos, em caso de vitória, seria resgatar a mística do basquetebol angolano.

Em 2012, o sete vezes campeão africano pela selecção nacional desistiu, à última hora, de se candidatar a este mesmo cargo, integrando a lista do concorrente António Henriques.

Como atleta, Jean Jacques representou o 1º de Agosto, o Sport Lisboa e Benfica (Portugal), Limoges (França), Unicaja (Espanha), Portugal Telecom, clubes com os quais conquistou vários títulos nacionais.

Depois da crise directiva que se instalou na FAB, que culminou com a demissão do então presidente de direcção, Hélder Martins da Cruz “Maneda”, a federação é liderada por uma Comissão de Gestão “ad hoc”, coordenada por Gustavo da Conceição.

As eleições na federação mais titulada de África (11 títulos em Afrobasket/sénior masculinos) realizam-se a 22 de Novembro próximo.

Fonte: Angop

Close Menu