Comandante-geral quer Polícia mais próxima do cidadão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, exortou hoje, na província do Bengo, as forças de defesa e segurança para a elevada responsabilidade perante a sociedade para que o cidadão possa sentir-se bem, confiante e mais próximos da polícia.

Segundo o comandante-geral da PN, essa relação com o cidadão deve ser mais profícua para que a polícia possa ter uma cobertura e abrangência maior na prevenção dos crimes.

“É impensável a polícia dar cobertura em todo território nacional, mas não é possível”, precisou Paulo de Almeida, “depois de ter encontrado entre dois a quatro polícias em algumas comunas e municípios da província do Bengo, que têm uma população com cerca de 80 mil habitantes”. 

Por outro lado, disse que a província do Bengo tem servido de plataforma de alguns actos criminais de elementos perseguidos pelas autoridades policiais de Luanda, que se refugiam nesta região.

Neste sentido, o Comandante Geral disse que a polícia na província do Bengo tem enormes responsabilidades para aperfeiçoar os mecanismos de controlo e de segurança, para que os elementos nocivos não utilizem esta região para realizarem actos marginais.

Para o efeito, disse ser necessário que os efectivos estejam mais disponíveis e dedicados para cumprirem com maior responsabilidade as suas tarefas de combate activo à criminalidade e à imigração ilegal.

A visita do comandante-geral serviu também para solidarizar-se com os efectivos do Bengo, que durante o período da covid-19 tem demonstrado espírito de abnegação, de missão e patriótico, sobretudo, no cumprimento das medidas preventivas e de combate a esta pandemia, assim como de segurança e ordem pública.

Durante a sua estadia no Bengo, o comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral, Paulo de Almeida, patenteou 423 efectivos da corporação no Bengo aos graus de inspectores chefes, primeiro, segundo subchefes e agente de segunda classe.

Entregou ao Comando provincial material de biossegurança e equipamentos informáticos.

Constatou também o funcionamento do comando municipal do Ambriz e Nambuangongo, bem como manteve encontro de cortesia com o governador provincial do Bengo em exercício, Agostinho da Silva, e reuniu com os membros do Conselho Consultivo da Polícia na região.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.