Quase 20.000 trabalhadores da Amazon nos EUA contaminados com covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Quase 20 mil funcionários da multinacional de comércio eletrónico Amazon, nos Estados Unidos, foram infetados com o novo coronavírus desde o início da pandemia, de acordo com os números publicados pela empresa.

A empresa indicou que dos 1.372.000 trabalhadores da Amazon e da cadeia de supermercados Whole Foods (detida pela Amazon), 19.816 obtiveram resultados positivos nos testes à covid-19, ou seja, 1,44% do total.

A empresa liderada por Jeff Bezos alegou que esta taxa de infeção é 42% mais baixa do que a população em geral, sugerindo que apesar das críticas à gestão durante a pandemia, os trabalhadores da Amazon sofreram proporcionalmente menos do que a população em geral, de acordo com um comunicado.

A Amazon registou um aumento sem precedentes dos negócios desde o início da pandemia, devido às restrições e distanciamento social, que forçaram as lojas físicas a fechar e eliminaram grande parte da concorrência da plataforma digital.

Só nos Estados Unidos, a empresa acrescentou 175 mil novos trabalhadores desde o início da pandemia para responder ao aumento da procura.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 34 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.