Herói do Hotel Ruanda, “foi raptado e está-lhe a ser dito o que falar”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O herói do Hotel Ruanda, Paul Rusesabagina (66 anos), que inspirou o filme de Hollywood sobre o genocídio de 1994, foi raptado de Dubai e está a ser forçado pelas autoridades ruandesas “a dizer o que têm dito”, alegam os seus familiares.

Seus cinco filhos disseram numa conferência de imprensa virtual nesta quinta-feira que ele também não tinha uma equipa independente de advogados.

Sua família alega que ele foi sequestrado no Dubai e levado para Ruanda. As autoridades ruandesas não confirmaram nem negaram estas informações, escreve a BBC.

Sua filha Anaise Kanimba disse que eles ainda não sabem como seu pai, que vivia no exílio, foi parar no Ruanda.

“E sabemos que ele foi torturado para dizer o que eles querem”, acrescentou ela.

Os filhos pediram ao presidente do Ruanda, Paul Kagame, que libertasse seu pai doente e apelaram aos governos belga e norte-americano para intervir.

Paul Rusesabagina foi preso em agosto e está a ser acusado de crimes de terrorismo.

Peter Robinson, um dos advogados nomeados pela família, disse que duas versões fornecidas pelas autoridades ruandesas sobre a prisão de Rusesabagina confirmam que ele foi sequestrado.

Os investigadores ruandeses disseram inicialmente que ele foi detido com cooperação internacional. Dias depois, o presidente Paul Kagame sugeriu na televisão estatal que ele foi atraído para o Ruanda numa operação “perfeita”.

Rusesabagina é citado pelo New York Times como tendo dito que “ele embarcou num jato particular com destino a Bujumbura, Burundi” e acabou em Kigali.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.