ENDIAMA acusa ex-trabalhadores de tentarem paralisar atividade da empresa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA) acusou hoje um grupo de ex-trabalhadores de tentarem paralisar as atividades da companhia como forma de pressão para obter um desfecho favorável no âmbito de um litígio laboral.

A ENDIAMA diz que os ex-trabalhadores dos projetos mineiros paralisados (SML, Yetwene, Fucaúma, Luxinge e Luarica) têm levado a cabo manifestações constantes junto às suas instalações “com o intuito de perturbar o funcionamento da empresa e paralisar as atividades da delegação e da Clínica Sagrada Esperança do Lucapa”.

Segundo a empresa mineira, a tentativa de paralisação da atividade de certos projetos mineiros é “uma forma de pressão para um desfecho favorável do diferendo” que opõe a ENDIAMA a um grupo de ex-trabalhadores.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.