Mais de 60 milhões de pessoas na Índia podem ter sido infetadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Mais de 60 milhões de pessoas na Índia podem ter sido infetadas com o novo coronavírus, dez vezes mais que os números oficiais, anunciaram hoje autoridades médicas responsáveis pela pandemia, citando um estudo nacional baseado em testes sorológicos.

Segundo dados oficiais, a população indiana, com mais de 6,1 milhões de casos de contaminação em 1,3 mil milhões de habitantes, é a segunda mais afetada pela epidemia no mundo, depois dos Estados Unidos.

Porém, análises ao sangue realizadas em 29 mil pessoas em 21 estados indianos entre meados de agosto e meados de setembro mostram que o número de pessoas infetadas pode ser dez vezes maior.

“A principal conclusão desta pesquisa sorológica é que um em cada quinze indivíduos com mais de 10 anos foi exposto ao vírus em agosto”, disse o diretor-geral do Conselho Indiano de Pesquisa Médica, Balram Bhargava, numa conferência de imprensa no Ministério da Saúde.

Os resultados mostram que a exposição ao vírus foi maior entre os testados nos bairros degradados das áreas urbanas (15,6%) e outras áreas urbanas (8,2%), do que nas áreas rurais (4,4%).

Os testes sorológicos mostram os anticorpos desenvolvidos pelas pessoas que foram expostas ao coronavírus.

Os resultados iniciais dos testes sorológicos revelaram que 0,73% dos adultos na Índia, ou cerca de 6 milhões de pessoas, tinham sido expostos ao vírus antes de maio.

Os investigadores alertam, no entanto, para a fiabilidade destes testes porque eles também revelam os anticorpos desenvolvidos durante a exposição a outros coronavírus e não apenas ao do covid-19.

A Índia gradualmente suspendeu as medidas de contenção muito rígidas impostas em março na tentativa de salvar a sua economia em declínio.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.