Vítimas de massacre de 150 pessoas na Guiné-Conacri exigem justiça 11 anos depois

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Seis organizações dos direitos humanos exigiram hoje justiça contra os autores do homicídio de mais de 150 manifestantes, violações e outros crimes cometidos há 11 anos pelas forças de segurança guineenses num estádio da capital da Guiné-Conacri.

Há precisamente 11 anos, a 28 de setembro de 2009, várias centenas de membros das forças de segurança da Guiné abriram fogo sobre dezenas de milhares de pessoas reunidas pacificamente no Estádio 28 de Setembro, em Conacri, para uma marcha contra a intenção de Dadis Camara concorrer à presidência.

As forças de segurança também violaram individualmente ou em grupo mais de 100 mulheres e agrediram sexualmente algumas delas com objetos como bastões ou baionetas, durante ou pouco depois dos acontecimentos.

Fonte: Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.