Governo japonês lança alerta contra o suicídio após morte de atriz

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governo japonês encorajou nesta segunda-feira o público a “pedir ajuda” em caso de dificuldades pessoais, após a morte no último fim de semana de uma famosa atriz num aparente suicídio, segundo a media local.

O falecimento de Yuko Takeuchi aos 40 anos acontece após outras mortes de celebridades japonesas que aparentemente cometeram suicídio nos últimos meses.

A taxa nacional de suicídio está a aumentar, de acordo com estatísticas recentes.

“Houve um aumento no número de suicídios desde julho”, afirmou nesta segunda o porta-voz do governo, Katsunobu Kato, observando que a redução do contato humano devido ao coronavírus pode causar angústia.

“Temos que levar em consideração o fato de que há muitas pessoas a acabar com suas vidas preciosas”, acrescentou o ex-ministro da Saúde, pedindo o uso de ferramentas de prevenção, como linhas telefônicas de ajuda.

Takeuchi protagonizou a série de televisão japonesa “Miss Sherlock”, que foi ao ar em 2018. Também apareceu em “Creepy”, do diretor Kiyoshi Kurosawa em 2016, e no filme de terror “Ring” (1998).

A atriz deu à luz seu segundo filho em janeiro deste ano.

Também teriam sido decorrentes de suicídio as mortes da popular atriz Sei Ashina este mês, do ator Haruma Miura em julho, bem como a de Hana Kimura em maio, uma estrela de 22 anos do reality show “Terrace House” que estava a ser assediada nas redes sociais.

Em agosto, o Japão registou quase 1.850 suicídios, um aumento de 15,3% em relação ao ano anterior, segundo dados do ministério da Saúde.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.