África regista 141 mortos e quase dez mil casos em 24 horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

África registou mais 141 mortos devido à covid-19 nas últimas 24 horas, subindo para 35.440, e quase mais dez mil casos, para um total de 1.459.714 infetados, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas houve nos 55 Estados-membros da organização mais 9.666 casos da doença e 5.840 recuperados, para um total de 1.205.671.

Segundo o África CDC, a África Austral continua a registar o maior número de casos de infeção e de mortos, com 17.647 vítimas mortais num universo de 732.631 infetados.

Só na África do Sul, o país mais afetado do continente, estão registados 670.766 casos e 16.398 mortos.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem 326.867 pessoas infetadas e 10.838 mortos e, na África Ocidental, o número de infeções é de 175.420, com 2.603 vítimas mortais.

A região da África Oriental contabiliza agora 167.243 casos e regista 3.275 vítimas mortais e, por seu lado na África Central, estão registados 57.553 casos e 1.077 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais (a seguir à África do Sul) regista 5.883 mortos e 102.840 infetados, e Marrocos contabiliza 2.069 mortos e 117.685 casos.

A Argélia surge logo a seguir, com 50.910 casos de infeção registados e 2.010 vítimas mortais.

Entre os seis países com mais afetados estão também a Nigéria, com 58.324 infetados e 1.108 mortos, e a Etiópia, com 73.332 casos e 1.170 vítimas mortais.

Em relação aos países africanos de língua oficial portuguesa, Angola lidera em número de mortos e Moçambique em número de casos.

Angola regista 174 mortos e 4.718 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 5.028 casos), Cabo Verde (57 mortos e 5.771 casos), Moçambique (58 mortos e 7.983 casos), Guiné-Bissau (39 mortos e 2.324 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 911 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.