Pai tenta matar recém-nascido com lixívia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um recém-nascido de cinco dias de vida sobreviveu após a ingestão de lixívia administrada pelo próprio pai hoje, no município do Lucala, província do Cuanza Norte.

 O jovem alegou que praticou o acto para se livrar das responsabilidades por falta de condições económicas para o sustento do filho.

A mãe da criança, Engrácia Florentino, de 15 anos de idade, disse que vive com o marido faz seis meses e que no momento da gestação já vinha sofrendo constantes pressões do mesmo para abortar, justificando que não estava preparado para ser pai.

Disse que se apercebeu da intenção do marido em pôr termo a vida do filho, após notar um choro ininterrupto da criança que apresentava sinais de asfixia e de possuir algo estranho na boca, percebendo um ardor na língua após optar por provar a saliva do bebé

Na sequência, a criança foi prontamente socorrida no hospital municipal do Lucala e depois evacuada para o Hospital Provincial Materno-Infantil, em Ndalatando, onde se encontra a receber assistência e fora do perigo, segundo o director clínico da instituição, Fidel Hebo.

Visivelmente arrependido, o autor do acto identificado por Lourenço Matias, de apenas 16 anos de idade, encontra-se detido junto dos Serviços de Investigação Criminal (SIC).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.