MPLA em Luanda quer unidade e organização

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O MPLA em Luanda quer unidade de todos militantes e uma melhor organização, para fazer face aos desafios actuais e futuros, segundo a sua primeira secretária Joana Lina.

Joana Lina, que falava este sábado durante uma jornada de campo da comissão executiva do comité provincial do partido a vários de comités de acção no município do Cazenga, no âmbito do programa “ EME em Movimento”, pediu aos militantes disciplina e coesão da base ao topo, tendo em conta os grandes desafios que o MPLA tem pela frente.

Enfatizou a necessidade do militante estar junto da comunidade e apoiar as iniciativas para o combate ao novo coronavírus, cumprindo com as medidas de biossegurança para reduzir a propagação da pandemia da Covid-19.

Entretanto, apelou à mobilização dos munícipes para as campanhas de recolha do lixo no interior de bairros, por ser uma das medidas da saúde preventiva nesta época de chuva.

Por sua vez, o secretário itinerante do partido em Luanda, Bento dos Santos “ Kangamba” salientou o MPLA continua a trabalhar para resolver os problemas das comunidades.

No Cazenga, o MPLA tem 104 mil e 458 militantes,  distribuídos em mil e 786 comités de acção.

O programa “ EME em Movimento”, iniciado há 15 dias, já passou pelos municípios de Cacuaco e Viana e é encabeçado pela primeira secretária de Luanda, Joana Lina.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.