Ministro de Estado fala em melhoria contínua

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, sublinhou hoje, em Luanda, a necessidade de se continuar a trabalhar para ter um país cada vez melhor.

A seu ver, é preciso elementos históricos para honrar os antepassados que lutaram para que Angola fosse livre da colonização.

Segundo o governante, os actos de inauguração de empreendimentos nesta altura, e em “véspera” dos 45 anos da independência nacional, representam esta necessidade.

O dirigente falava na inauguração do viaduto que liga o distrito do Rangel e o Tala-Hady, município do Cazenga, na capital do país.

Fez referência a alguns ganhos dos últimos dias como o Hospital do Bié e os troços de estrada Maria Tresa/Dondo e Cariango/Mussende/Quibala, além de outras infra-estruturas a serem concluídas e postas ao serviço da população até o final do ano, que não mencionou.

Já o titular da pasta das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares, disse existir um programa para mudar a imagem da cidade de Luanda, que prevê 41 viadutos, dos quais nove foram já concluídos.

Em construção, lembrou, estão os da Samba e UGP e em carteira, entre outros, um na travessia do Caminho de Ferro, nas imediações da CIPAL.

O viaduto inaugurado hoje teve um orçamento global de 6. 237. 512. 918. 45 kwanzas.

Com duas faixas de rodagem, dispõe de 0,876 Km de extensão e 7,00 metros de largura em cada um dos sentidos, bermas de 1,00 metro, passeios de 2,00 metros e separador central de 60 centímetros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.