Viaduto do Cazenga é inaugurado hoje

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O viaduto Luanda/Cazenga, localizado entre os distritos urbanos do Rangel e do Tala-Hady, na capital do país, será inaugurado hoje, sexta-feira (18 de Setembro).

A empreitada do Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, iniciada em Março de 2015, teve um orçamento global de 6. 237. 512. 918. 45 kwanzas.

Com duas faixas de rodagem, a obra dispõe de 0,876 Km de extensão e 7,00 metros de largura em cada um dos sentidos, bermas de 1,00 metro, passeios de 2,00 metros e separador central de 60 centímetros.

Na construção do viaduto, que gerou 250 empregos, foram utilizadas 314 estacas com 118 mm de diâmetro e nove pilares (de sete metros de altura e um metro de diâmetro), além de 40 vigas, com capacidade média para suportar 32 toneladas.

O viaduto absorveu, ainda, 6000 m3 de betão, 3700 toneladas de betume e 500 toneladas de aço.

A empreitada, concluída em Agosto último, visa melhorar a fluidez do trânsito automóvel e encurtar distâncias entre os transeuntes da cidade capital.

Pretende-se com a infra-estrutura, construída no desnivelamento da Avenida Hoji-Ya-Henda, cruzamento do Caminho de Ferro de Luanda (CFL), garantir segurança rodoviária e pôr fim à interferência entre o trânsito rodoviário e ferroviário.

Com este viaduto, o Governo estima que venha a ficar mais facilitada a ligação entre os municípios de Viana e Cacuaco, assim como a ligação ao centro da cidade capital.

Trata-se de uma infra-estrutura que conheceu alguns constrangimentos, devido a problemas financeiros e às negociações para a expropriação de casas construídas ao longo do traçado da obra.

A conclusão da obra, que se previa erguer em 24 meses (conforme o prazo do contrato), anima os munícipes do Cazenga, que esperam ganhos visíveis, depois da sua inauguração.

O automobilista Cristóvão da Conceição afirma que a construção do viaduto vai ajudar a evitar o cruzamentos com o caminho-de-ferro e melhorar a qualidade da mobilidade na capital do país.

Entende, também, que a obra venha a ajudar a redução do tempo de deslocação das pessoas.

Francisca Jacinto e Albertina da Piedade, moradoras do Distrito Urbano do Tala-Hady (Cazenga) e da Terra Nova (Rangel), respectivamente, também se mostram satisfeitas com a obra, porque, “melhorou  a via”, até então esburacada e sem iluminação pública.

Já o administrador do Distrito Urbano do Tala-Hady, Simão Ferreira Neto, por sua vez, aponta que os trabalhos de drenagem, sinalização das passadeiras e iluminação no local vieram melhorar e inibir os actos de delinquência naquela localidade.

Sublinha que as comissões de moradores terão a tarefa  de educar as populações e automobilistas, através de campanhas de sensibilização, para que o novo viaduto venha a ser bem conservado.

Além do Viaduto do Cazenga, o Ministério das Obras Públicas prevê construir mais 40 viadutos em Luanda, que já dispõe dos viadutos da Boa Vista, São Paulo, Camama, Deolinda Rodrigues, Camama/Centralidade do Kilamba, Via Expressa ao Cacuaco, Zango, Golf2, Nzamba2.

Em fase de obras está o Viaduro da UGP-Samba/Futungo.

Essas infra-estruturas visam transformar a imagem de Luanda, com a execução de projectos em consonância com o Plano Director de Luanda e as normas da SADC, que estabelecem vias principais com cruzamentos desnivelados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.