Família de negra morta dentro de casa por polícias recebe 12 milhões de dólares

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A família de Breonna Taylor, morta a tiros dentro de casa durante uma operação policial, encerrou um processo civil após chegar a um acordo, nesta terça-feira, com a cidade de Louisville, Kentucky, pelo qual receberá 12 milhões de dólares.

Ben Crump, advogado da família, classificou de histórico o acordo, que inclui promessas de reforma das forças de segurança locais.

O caso foi especialmente lembrado durante a onda de protestos contra a violênca policial e o racismo que varreu os Estados Unidos nos últimos meses.

O acordo encerra a ação civil, mas não a investigação criminal, que ainda não chegou a nenhuma acusação, seis meses após a morte de Breonna.

“Por mais significativo que este dia seja, é apenas o início do caminho para uma justiça plena para ela”, declarou a mãe da vítima, Tamika Palmer. “É hora de seguir adiante com as acusações criminais.”

Em 13 de março, três policiais à paisana entraram na casa da jovem de 26 anos com um mandado de busca e apreensão em busca de dois suspeitos de tráfico de drogas. Era noite.

O namorado de Taylor, que estava na cama com ela, pegou uma arma e atirou nos policiais. Ele declarou mais tarde que pensou se tratar de assaltantes.

Os policiais, que não ativaram as câmeras que carregavam durante a ação, mataram Taylor com oito tiros. Um dos policiais ficou ferido no tiroteio.

Os três policiais preencheram um relatório sobre o ocorrido com uma série de erros. Um deles foi demitido e os outros dois, suspensos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.