Antigo administrador dos Dembos condenado a três anos por peculato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O ex-administrador municipal dos Dembos, Mateus Domingos Diogo Manuel, foi condenado pelo Tribunal de Comarca do Dande a pena de dois anos de prisão, suspensa por três anos, e pagamento de 800 mil Kwanzas de taxa de justiça, pelo crime de peculato, refere uma nota da PGR que a Angop teve acesso hoje, segunda-feira.

No mesmo processo foram condenados os funcionário da Administração Municipal dos Dembos, Bernardo Domingos João e Ageu Adão Baptista, com pena de oito e três meses de prisão, suspensa por três anos, respectivamente, e pagamento de multas de 200 e 300 mil Kwanzas, pelo crime de falsificação de outros escritos.

Também pelo crime de falsificação foram condenados o empresário Fragoso António, autor moral do crime, e o trabalhador da empresa Augusfrago Limitada, Francisco Domingos Sozinho, por oito e três meses de prisão, respectivamente.

Mateus Domingos Manuel foi suspenso em Julho deste ano do cargo de administrador municipal dos Dembos, pela governadora do Bengo, Mara Quiosa, em obediência ao Código de Processo Penal, depois de o despacho de pronúncia ter passado em julgado, o que o tornava inábeis para o exercício de funções públicas.

Posteriormente, Mateus Manuel Diogo foi exonerado do cargo de administrador municipal dos Dembos, tendo sido substituído por Fonseca Miguel Canga.

No governo do Bengo, Mateus Manuel Diogo já exerceu o cargo de administrador municipal do Dande e director provincial dos Transportes, Correios e Telecomunicações.

Em declarações à imprensa, a sub-procuradora geral da República titular da província do Bengo, Carla Patrícia Correia, admitiu haver alguns casos sob investigação, envolvendo gestores públicos da província.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.