Maduro anuncia prisão de espião americano na Venezuela

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um espião americano foi preso perto de duas refinarias da Venezuela, depois que autoridades desmantelaram um plano para “ocasionar uma explosão” em outro complexo de refino, anunciou nesta sexta-feira o presidente Nicolás Maduro. 

“Capturamos ontem um americano espionando no estado Falcón as refinarias de Amuay e Cardón”, do centro de refino de Paraguaná (noroeste), anunciou o presidente em pronunciamento na TV. “Trata-se de um marine que prestou serviços em bases da CIA no Iraque e foi capturado com armamento pesado e grande quantidade de dólares em espécie.”

A prisão acontece depois que autoridades “descobriram e frustraram, na última quarta-feira, um plano para causar uma explosão” na refinaria de El Palito, a mais próxima de Caracas, localizada no estado Carabobo, prosseguiu Maduro, que não informou detalhes do local de reclusão.

No mês passado, os americanos Luke Alexander Denman e Airan Berry foram condenados a 20 anos de prisão na Venezuela, acusados de terrorismo, entre outros crimes, por uma tentativa de incursão armada pelo país em maio.

Horas antes, o governo Maduro anunciou um “plano de contingência” para regulamentar o abastecimento de combustível frente à escassez de gasolina que o país enfrenta. “É uma guerra de vingança do império gringo contra a Venezula, para impedir que o país produza todos os derivados de petróleo”, expressou o presidente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.