Erdogan avisa França para “não entrar em conflito com a Turquia”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Presidente turco, Recep Erdogan, avisou hoje o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, “para não entrar em conflito com a Turquia”, quando sobe de tom a tensão entre os dois países sobre a situação no Mediterrâneo.

“Não tente uma querela com o povo turco. Não tente lutar com a Turquia. Terá problemas comigo”, alertou Erdogan, num discurso em Istambul e transmitido pelas televisões, referindo-se às severas críticas feitas por Macron a Ancara, sobre o conflito entre a Grécia e a Turquia sobre a prospeção de gás e petróleo no Mediterrâneo oriental.

Na sexta-feira, Macron disse que a Europa precisa de ser “clara e firme” com o Governo de Erdogan, colocando-se ao lado da Grécia e de Chipre, numa altura em que a União Europeia decidiu aplicar sanções a Ancara por causa do conflito no Mediterrâneo.

Macron disse mesmo que o Governo turco teve “um comportamento inaceitável, dizendo ser necessário “esclarecer as suas intenções”.

A França tem sido um dos países mais firmes na resposta às prospeções turcas, em busca de jazidas de gás, tendo chegado a enviar, durante o verão, navios e aviões de guerra para a zona, para sublinhar o seu apoio a gregos e cipriotas.

A Turquia reivindica o direito de explorar depósitos de hidrocarbonetos numa área marítima que Atenas considera estar sob sua soberania.

A França e a Turquia estão também em desacordo sobre o embargo de armas à Líbia, mas Erdogan recusa as críticas de Paris, dizendo que a França se deve lembrar do seu histórico colonial.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.