Desactivados 47 grupos de supostos marginais no Sambizanga

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Quarenta e sete grupos de supostos marginais foram desactivados no distrito urbano do Sambizanga, município de Luanda, com a implementação do Programa de Combate e Prevenção à Criminalidade (PCPC).

Com a desactivação das supostas colectividades de delinquentes, mil e 706 jovens deixaram as más práticas, numa actividade que envolvem de forma voluntária os moradores de várias áreas da circunscrição, integrada em Brigadas Comunitárias de Vigilância.

Os dados do PCPC no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento – PDN 2018-2022, que começou a ser implementado este ano, são correspondentes aos meses de Maio, Junho e Julho.

A acção permitiu a recuperação de vários artefactos que eram usados pelos meliantes para o cometimento de crimes, tais como armas de fogo e brancas (Catanas).

Foram recuperados, igualmente, 150 bens, entre utensílios domésticos, plasmas, telemóveis, entre outros haveres devolvidos aos seus legítimos proprietários, identificados com ajuda dos supostos meliantes.

Em declarações à imprensa, o administrador do distrito urbano do Sambizanga, Tomás Bica, considerou a efectivação da actividade positiva, desde que foram criadas as Brigadas Comunitárias de Vigilância, que permitiu desactivar 47 grupos, proporcionando a paz e o sossego dos moradores.

Precisou que os crimes eram cometidos por elementos com idades compreendidas entre os 13 e 25 anos de idade, referindo que fruto da iniciativa estão a registar diminuição nas violações, lutas de grupos e nos homicídios.

Deu a conhecer que os voluntários não são policiais, mas sim cidadãos naturais do Sambizanga, que abraçaram a causa, reconhecido que a política de segurança pública não deve ser exclusivamente reservada à Polícia Nacional (PN).

Com a iniciativa, Tomás Bica acentuou que na sua circunscrição está bem patente o policiamento de proximidade.

Os voluntários têm a função de assessorar a Polícia Nacional na garantia da segurança e ordem pública dos cidadãos na comunidade, cadastrar e acompanhar permanentemente os antigos delinquentes, visando a sua recuperação e reintegração, entre outras tarefas.

O distrito urbano do Sambizanga conta com uma população estimada em 167 mil habitantes e é composto pelos bairros Sambizanga (Sede), que tem os sectores Santo Rosa, Mota, Lixeira e Madeira, e o bairro Operário (Valódia, São Paulo e Miramar).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.