São Vicente pede suspensão de funções no Standard Bank

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Standard Bank de Angola, S.A (SBA) anunciou nesta segunda-feira, em comunicado de imprensa, que o empresário Carlos São Vicente solicitou a suspensão imediata das suas funções de administrador não executivo da instituição, para salvaguardar a reputação e imagem do Banco.

A decisão de suspensão das funções vem na sequência da notícia posta a circular há dias, segundo a qual o Ministério Público suíço tem congelado, desde Dezembro de 2018, novecentos milhões de dólares do empresário, por suspeita de lavagem de dinheiro.

Na nota de imprensa, o Standard Bank de Angola diz estar a acompanhar, “com atenção e preocupação”, notícias veiculadas, que dão conta de uma investigação criminal na Suíça sobre suspeitas de branqueamento de capitais, que afecta um administrador não executivo do banco, o economista Carlos São Vicente.

O banco refere que a suspensão durará até à conclusão do processo e acrescenta que “o citado (Carlos São Vicente) não participa da gestão executiva do banco”, numa altura em que também o “SBA está a trabalhar em articulação com o Banco Nacional de Angola (BNA)”.

O SBA acrescenta na nota que a instituição está a pautar-se “pelas mais elevadas regras de transparência e rigor, bem como observa os mais exigentes padrões de ‘Compliance’ e considera a sua reputação como o activo mais valioso”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.