Washington sanciona procuradora do Tribunal Penal Internacional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os Estados Unidos anunciaram hoje sanções contra a procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI) Fatou Bensouda.

“Qualquer indivíduo ou entidade que continue a assistir materialmente” a procuradora “também se expõe a sanções”, declarou em conferência de imprensa o chefe da diplomacia norte-americana, Mike Pompeo.

O Presidente dos EUA Donald Trump, já empenhado numa ofensiva sem precedentes contra o TPI, autorizou em junho sanções económicas contra os seus responsáveis, após Washington tentar dissuadir a jurisdição de perseguir militares norte-americanos pelo seu envolvimento no conflito no Afeganistão.

Na ocasião, o TPI referiu-se a um “conjunto de ataques sem precedentes” contra a instituição, sublinhando a sua independência.

“Hoje, passámos da palavra aos atos”, assinalou Pompeo, “porque o TPI continua infelizmente a visar americanos”.

Em março, o Tribunal sediado em Haia, nos Países Baixos, decidiu em apelo autorizar a abertura de um inquérito por crimes de guerra e crimes contra a humanidade no Afeganistão, apesar da oposição da administração de Donald Trump.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.