Primeiro comboio turístico cancelado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O primeiro comboio turístico de Moçâmedes, previsto para este sábado (22), foi cancelado devido à fraca adesão dos turistas locais, fruto dos dois casos positivos da covid-19 que a província da Huíla regista, anunciou hoje o gestor da agência de viagem promotora do evento, João Lopes.

Em declarações à ANGOP, no Lubango, o gestor da Versatour afirmou que com o surgimento de um segundo caso positivo da covid-19 na Huíla e um suspeito no Namibe (local de destino do comboio), criou-se um clima de suspeição e os turistas recuaram da adesão ao “tour”.

Informou que até o momento têm 35 turistas que confirmaram a reserva, um número que não é suficiente para justificar a realização do tour na data prevista, mas vão reagendar, em função da evolução da doença nas regiões e nível de adesão das pessoas ao projecto.  

O pacote turístico compreenderia o itinerário Lubango – Bibala – Moçâmedes, com paragens na Fortaleza de São Fernando e Colinas do Curoca, sendo que o regresso seria feito de autocarro, com a previsão de levar um total de 60 passageiros em três carruagens.

Essa é a primeira iniciativa do género, uma ideia que a agência prevê que seja recorrente depois da inauguração da primeira edição, com periodicidade de um ou dois meses para realização.

A Versatour existe no mercado turístico há um ano e seis meses e conta actualmente com três funcionários.

A província da Huíla conta com 23 agências de viagem e turismo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.