UA critica “mudança inconstitucional” no Mali e pede libertação do presidente

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A União Africana (UA) condenou nesta quarta-feira a “mudança inconstitucional” de governo no Mali e exigiu a “libertação imediata”, entre outros, do presidente Ibrahim Boubacar Keita, detido na véspera pelo exército.

O sul-africano Cyril Ramaphosa, presidente em exercício do bloco, condenou “a mudança inconstitucional de governo no Mali” e exigiu “a libertação imediata do presidente, do primeiro-ministro e dos demais ministros”, ao mesmo tempo que pediu ao exército que “retorne aos quartéis”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.