Províncias podem emitir licenças para operadores de energia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O presidente do conselho de administração do Instituto Regulador do Serviços de Electricidade e de Água, Luís Mourão da Silva, clarificou hoje, em Caxito, província do Bengo, não haver impedimentos para os privados obterem licenças para exercerem a sua actividade no sector da energia e água.

De acordo com o responsável, que falava num encontro sobre iniciativas locais para aumento do acesso da energia eléctrica e de água potável às populações, os operadores privados que pretendam abrir negócio na área de distribuição em sistemas isolados e comercialização de energia podem obter uma licença partir da província onde exercem.

Para tal, devem solicitar a licença ao Ministério da Energia e Águas que poderá autorizar o governo provincial a sua emissão, caso sejam cumpridos todos os requisitos.  

No encontro, os operadores privados do Bengo reclamaram da burocracia e do excesso de tempo para o licenciamento da actividade, realçando que fizeram avultados investimentos, mas não conseguem operar por falta de uma licença.  

Por sua vez, a governadora do Bengo, Mara Quiosa, encorajou os operadores privados, que no seu entender jogam um papel importante, ajudando o governo com serviços sociais em localidade onde o Estado não consegue estar.  

Enfatizou que o governo local vai continuar a prestar apoio aos empresários do sector privado que querem investir nos sectores da energia e de água na província, porque estas parcerias são necessárias para o desenvolvimento do Bengo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.