Ordem de prisão para diretor do porto de Beirute

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um tribunal libanês emitiu hoje uma ordem de prisão contra o diretor-geral do porto de Beirute, Hassan Koraytem, após este ter sido interrogado durante quatro horas, duas semanas depois da explosão que devastou a capital do Líbano

O juiz libanês Fadi Sawan, que tem a cargo a investigação sobre a explosão de 04 de agosto, que matou pelo menos 180 pessoas e feriu mais de 6.000, emitiu a ordem contra Koraytem, que até agora estava sob prisão domiciliária, informou a Agência Nacional de Notícias libanesa (ANN).

Koraytem e o diretor-geral das Alfândegas do Líbano, Badri Daher, foram colocados em prisão domiciliária devido à sua eventual responsabilidade na explosão de 2.750 toneladas de nitrato de amónio armazenado há seis anos no porto, sem vigilância, três dias depois da tragédia.

Esta semana está prevista a chegada à capital libanesa de uma equipa da polícia federal dos Estados Unidos, FBI, para participar na investigação do sucedido.

Diversos especialistas nacionais e estrangeiros, inclusive da ONU, pediram a abertura de uma investigação internacional.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.