Lóvua rescinde contrato com empresas de fiscalização

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A administração municipal do Lóvua, cerca de 80 quilómetros da cidade do Dundo, rescindiu dois contratos com as empresas Parallel Power e Top Arquitectura, por alegado incumprimento dos acordos contratuais para a fiscalização das obras nas regedorias de Saimbuanda, Tchilongo e Carimbula.

Trata-se de três residências do tipo T3 para função pública, que estão a ser erguidas no âmbito no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), segundo o administrador municipal, António Mussumar.

“Desde o arranque das empreitadas as empresas não prestaram quaisquer informações ao dono da obra”, acusa o administrador.

Enquanto decorrem os procedimentos para contratação de outras empresas, segundo António Mussumar, foi indicada a direcção municipal de Infra-estruturas, Transporte, Ambiente e Saneamento Básico para a devida fiscalização das empreitadas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.