Angolano cria dispositivo ultravioleta para eliminação de microrganismos

Angolano cria dispositivo ultravioleta para eliminação de microrganismos

O engenheiro angolano Rui Santos anunciou, esta quarta-feira, a criação de um equipamento à base de raios ultravioletas, para a eliminação de microrganismos.

O equipamento, à base de raios ultravioletas, já é utilizada pela empresa Gota Pura, desde 2012, no tratamento de água em Angola.

Segundo Rui Santos, que falava à Televisão Pública de Angola (TPA), o equipamento também servirá para o combate ao novo coronavirus.

“O objectivo não é apenas atender o mercado interno. O mercado é global e o nosso limite será o limite da demanda”, referiu.

Para a concretização do projecto, Rui Santos avançou que usaram recursos próprios no fabrico, consultoria, validação e certificação.

Disse não ser possível, por enquanto, fabricar em grande escala e ter um preço mais atractivo.

Os raios ultravioletas facilitam a eliminação de microrganismos e elementos patogénicos.

O custo do equipamento é de 190 mil kwanzas, mas o objectivo é torna-lo mais barato.

Fonte: Angop

Close Menu