China acusa EUA de quererem impedir Huawei de implementar tecnologia 5G no Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A China acusou hoje os Estados Unidos de quererem, “por todos os meios”, impedir a gigante chinês das telecomunicações Huawei de implementar a tecnologia 5G no Brasil, após um aviso da administração Trump a este país.

A Huawei é considerada a líder mundial em 5G, um novo padrão de tecnologia móvel que está a revolucionar a Internet e cuja aplicação deve ser acelerada.

A administração Trump multiplicou, nos últimos meses, a pressão sobre os seus aliados para que proíbam o equipamento Huawei, argumentando com suspeitas de conluio do grupo de telecomunicações com Pequim e considerando que existem riscos em termos de ciber segurança.

Numa entrevista publicada quarta-feira pelo diário brasileiro O Globo, o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, ameaça o Brasil de ter “consequências” se permitir que o grupo chinês instale ali a sua tecnologia 5G.

As consequências poderiam ser económicas, disse o embaixador norte-americano ao jornal O Globo.

“Os Estados Unidos estão muito ligados à justiça e reciprocidade”, disse à imprensa um porta-voz da diplomacia chinesa, Wang Wenbin.

“Mas na realidade, quando as empresas de outros países se tornam dominantes, a classe política americana inventa desculpas e usa o poder do Estado para as eliminar por todos os meios”, garantiu Wang à imprensa.

Brasília deveria lançar este ano o concurso para 5G num enorme mercado de 212 milhões de pessoas, mas a crise do novo coronavírus alterou o calendário para 2021.

O Reino Unido anunciou, em meados de julho, a sua decisão de retirar da sua rede 5G de todo o equipamento produzido pela Huawei, argumentando com um risco de segurança.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.