Mortalidade aumenta até 71% em países europeus no bimestre crítico da pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A pandemia da COVID-19 causou aumentos de 28% a 71% na mortalidade na Espanha, Itália, Bélgica e França durante março e abril – apontam dados compilados pelo Instituto de Estatísticas da França (INSEE).

Enquanto em anos anteriores a mortalidade tendia a cair em março, após episódios de gripe no inverno, em 2020, o número total de mortes em cada país aumentou em relação à média dos quatro anos anteriores, disse o INSEE nesta quarta-feira (29).

Durante março e abril – as oito semanas de maior virulência da COVID-19 -, a sobremortalidade foi de 71% na Espanha; 49%, na Itália; 44%, na Bélgica; e 28%, na França.

Já na Alemanha, o país mais populoso da Europa, o excesso de mortalidade foi muito menor (4% no mesmo período), assim como em boa parte dos países da Europa Central e do Leste europeu.

Em uma das piores semanas – a primeira de abril -, a sobremortalidade nos 21 países estudados foi de 50%, com picos de 155% na Espanha; 91%, na Bélgica; 67%, na Itália; e 60%, na França, acrescentou o relatório.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.