Fluxo de entrada de cambiais regista queda de 50%

Fluxo de entrada de cambiais regista queda de 50%

O fluxo de entrada de moeda estrangeira no país registou uma queda de 50% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, afirmou, na terça-feira, o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano.

O gestor, que falava no espaço “Grande Entrevista” da Televisão Pública de Angola (TPA), informou que as reservas líquidas estão avaliadas em USD 10.2 mil milhões, correspondentes a 11 meses de importações, e as brutas em USD 15 mil milhões.

A previsão conjunta com FMI era ter  nesta altura reservas avaliadas em oito mil milhões de dólares americanos, mas passou a meta ao atingir USD 10.2 mil milhões.

Apesar da redução da entrada de recursos cambiais no país, considerou estáveis as reservas liquidas ao longo do ano, devido à política cambial praticada no país, que se ajusta ao mercado.

Em relação às importações de bens alimentares, referiu ter registado uma  redução de 23 por cento em relação ao mesmo período de 2019.

Sobre os leilões, informou que na terça-feira foram comercializados, aos bancos comerciais, USD 50 milhões.

Acrescentou que as reclamações sobre a não aquisição de divisas nos bancos comerciais baixou devido às medidas adoptadas pelo banco central.

Fonte: Angop

Close Menu