Angola volta a bater o recorde diário com 79 casos, um óbito e um total acumulado de 1078

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Nas últimas 24 horas, foram registados 79 novos casos positivos com idades compreendidas entre 3 meses e 74 anos de idade, sendo 28 do sexo feminino e 51 do sexo masculino, atingindo um novo recorde, o número máximo de casos positivos registados num único dia desde que foi detetado o primeiro caso no país.

Esta informação foi avançada pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, que falava na habitual conferência de imprensa para atualização dos dados sobre a covid-19 no país.

De acordo com o responsável, os casos detetados nas últimas 24 horas, são todos da província de Luanda, atingindo de modo variado algumas áreas da capital, mas com destaque para Belas, Ingombota, Maianga, Talatona e Cazenga.

“Também somos de informar que um caso que esteve internado no Hospital Militar, de 30 anos de idade do sexo feminino foi a óbito”, disse.

“Apesar disso, conseguimos recuperar 35 pessoas”, informou o governante salientando que os “casos não cessam de aumentar dias após dias” chamando mais uma vez a responsabilidade individual e coletiva, e a necessidade do uso da máscara facial, a lavagem das mãos com frequência recorrendo à água e sabão ou a desinfeção das mãos com álcool em gel, o distanciamento físico, e a não violação da cerca sanitária.

Franco Mufinda alertou para a não violação da cerca sanitária, visto que devido à violação da cerca sanitária, sobretudo de Luanda, assistimos nos últimos tempos uma expansão de casos em “outras paragens para lá de Luanda”, como é o caso de Cuanza Norte, Cunene, Cabinda, Cuanza Sul e Bengo.

Com os casos acima enunciados, o quadro epidemiológico da covid-19 do país passa agora a somar 1078 infeções, dos quais 48 óbitos (+1) , 301 recuperados (+35) e 729 ativos, “dos quais 22 estão em estado grave, sendo que 5 em estão em estado crítico e das quais uma necessita de hemodiálise”.

“Esta fotografia ilustra o quão sério começa a ser o quadro da covid-19 no nosso país”, concluiu Franco Mufinda reiterando a necessidade do cumprimento das medidas de prevenção e proteção contra a covid-19.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.