Primeiro-ministro do Canadá vai depor ante deputados por conflito de interesses

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, irá depor na próxima quinta-feira diantes dos deputados sobre a atribuição de um contrato a uma organização beneficente que remunerou membros da sua família, informou hoje a Câmara dos Comuns.

Trudeau, que é investigado pelo comissário de ética por seu papel neste suposto caso de conflito de interesses, será ouvido durante uma hora pela Comissão de Finanças da Câmara. Na semana passada, os dois principais partidos opositores pediram a renúncia de Trudeau, que lidera um governo minoritário.

O líder canadense desculpou-se no último dia 13 e disse ter errado ao participar de discussões sobre a concessão de um contrato governamental à organização de caridade We Charity. O contrato foi outorgado sem um pedido de ofertas e habilita a gerir um programa de bolsas estudantis de 660 milhões de dólares americanos.

O programa foi retirado, mas a polêmica se manteve. A We Charity teria recebido cerca de 40 milhões de dólares, segundo a imprensa. A entidade admitiu ter entregue cerca de 300 mil dólares à mãe e ao irmão do premier por terem discursado e participado de eventos. A mulher de Trudeau, por sua vez, teria recebido 1,5 mil dólares por ter participado de um evento em 2012, antes de seu marido se tornar líder do partido liberal.

Desde 2017, Trudeau já foi convocado duas vezes pelo comissário de ética, sob a acusação de transgredir a lei sobre conflito de interesses.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.