Quase 1.600 pessoas testadas na Cidade da China em Luanda

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Quase 1.600 pessoas foram testadas na Cidade da China, em Luanda, depois de ser diagnosticada a covid-19 em dois comerciantes chineses, ficando 34 pessoas em quarentena, segundo um comunicado dos gestores daquele espaço comercial.

Os dois casos de contágio de vendedores chineses, os primeiros nacionais deste país infetados em Angola, foram confirmados no dia 20 de julho e no dia seguinte foi levantado a cerca sanitária no centro comercial que alberga mais de 300 lojas, em Luanda.

Nos dias 23 e 24 de julho, uma equipa com mais de 70 profissionais de saúde realizou testes rápidos em 1.583 pessoas, incluindo lojistas, trabalhadores (chineses, angolanos e de outras nacionalidades) e contactos diretos dos dois casos, segundo o comunicado da Câmara de Comércio Geral de Jiangsu e Comando de Prevenção e Combate contra a Pandemia da Cidade da China em Angola.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.