ONU alerta sobre ‘uso desproporcional’ da força em manifestações nos EUA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A ONU alertou nesta sexta-feira (24) sobre o “uso desproporcional” da força contra os manifestantes antirracistas nas cidades americanas e está preocupada com possíveis “prisões arbitrárias”.

Manifestantes e jornalistas que cobrem os protestos devem poder fazê-lo sem correr o risco de “prisões arbitrárias ou detenções, nem serem submetidos a um uso desproporcional da força”, disse a porta-voz do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Elizabeth Throssel, em reunião informativa virtual.

Uma investigação oficial foi aberta nesta quinta-feira pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre a ação polêmica da polícia federal em Portland (noroeste), onde os confrontos entre as forças de ordem e os manifestantes antirracistas ocorrem quase todas as noites.

Vários vídeos publicados nas redes sociais há uma semana mostram agentes federais, portando equipamento militar, saindo de veículos camuflados para interrogar manifestantes.

“As autoridades devem garantir que as forças de segurança federais e locais estejam claramente identificadas e utilizem a força apenas quando necessário e de acordo com as normas internacionais”, acrescentou Throssel.

O movimento começou há mais de 50 dias, como em outras partes do país, depois da morte de um cidadão negro, George Floyd, sufocado no final de maio com o joelho de um policial branco.

O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou o envio de agentes federais para várias cidades, como Chicago, para “restabelecer a ordem”, o que gerou um grande protesto, especialmente entre as autoridades democratas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.