Parlamento aprova proposta de lei sobre recuperação de empresas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Assembleia Nacional (AN) aprovou hoje, quinta-feira, na generalidade, a proposta de lei que regula o Regime Jurídico sobre a Recuperação de Empresas e da Insolvência, autorizando deste modo a sua apreciação nas comissões de especialidade.

A proposta de lei foi aprovada por 180 votos a favor, nenhum contra e nenhuma abstenção.

Durante as declarações de voto acerca do documento, a deputada da Maria Andrade, da Unita, disse que o seu partido votou a favor por entender que esta proposta de lei pode servir de encorajamento a transparência, assim como concorrerá para disciplinar o mercado.   

Já o deputado do MPLA José Miúdo referiu que o voto favorável do partido maioritário exprime a manifestação de satisfação pela oportunidade, utilidade e relevância que reveste a apreciação desta proposta de lei.

Esta proposta, ressaltou, tem em vista a criação do regime legal autónomo de insolvência separado do código do processo civil de 1961, de que é parte integrante, para adequa-lo ao actual contexto económico, político e social do país.

O diploma aprovado hoje estabelece os mecanismos jurídicos indispensáveis à recuperação de créditos e para a declaração de insolvência de pessoas singulares e colectivas, em situação economicamente difícil.

O documento estabelece, igualmente, os mecanismos de insolvência eminente.

Na base do documento está também a eliminação de pontos de estrangulamento de carácter legal, institucional e processual que propiciam um ambiente de negócios menos atractivo.

A aprovação deste diploma constitui um passo importante à adequação do quadro legal existente ao actual tratamento dado pela parte das nações ao direito da insolvência.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.