Ministro reconhece pressão sobre transportes públicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, reconheceu, nesta quarta-feira, em Luanda, haver uma pressão sobre os transportes públicos devido a redução das taxas de lotação a 50% e do período de funcionamento das 5h00 às 18 horas.

Conforme o ministro, que falava na conferência de imprensa de actualização dos dados da Covid-19, prevê-se o aumento do horário dos transportes públicos  e a entrada em circulação de 220 autocarros, para mitigar as dificuldades dos cidadãos.

Para o ministro, a pressão sobre os transportes públicos resulta do desconfinamento feito no quadro do Estado de Calamidade Pública.

Ricardo de Abreu assegurou estar a trabalhar com o governo da província de Luanda, para a  entrada em funcionamento dos autocarros disponíveis, que na prática duplicam a frota existente.

A província de Luanda recebeu, o último mês de Maio, 200 novos autocarros, sendo que 120 já estão na via. Esses meios foram distribuídos a oito operadoras, em regime de contrato com o governo provincial, para a concessão de exploração em 11 novas rotas, à luz de um concurso público.

Nas últimas 24 horas, Angola registou três mortes e 33 novos casos de Covid-19, sendo que o total de casos, até ao momento, é de 812 casos positivos, 33 óbitos e 226 recuperados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.