PR guineense concede medalha Amílcar Cabral a seis chefes de Estado, incluindo a si próprio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló concedeu hoje, por decreto, a medalha Amílcar Cabral, a mais alta distinção do país, a seis personalidades que lideraram o Estado guineense até aqui, incluindo a si próprio.

No decreto, Sissoco Embaló justificou a condecoração “pelo papel relevante” que as seis personalidades tiveram na vida do país desde a independência, em 1973, a esta data, pelas “suas capacidades excecionais de homens, patriotas” que dedicaram parte das suas vidas “na defesa dos interesses da Guiné-Bissau”.

Em cerimónia solene a ter lugar em data a indicar, serão atribuídas a medalha Amílcar Cabral a Luis Cabral, João Bernardo “Nino” Vieira, Malam Bacai Sanhá, Kumba Ialá, todos já falecidos, José Mário Vaz e Umaro Sissoco Embaló.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.