Grupo de traficante de droga detido no Lubango

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um grupo de sete traficantes de drogas, com ramificações nas províncias da Huíla, Namibe e Cunene, foi detido no último final de semana com pelo menos 130 gramas de cocaína não embalada, 170 porções da mesma droga em embrulhos de plástico e outros 90 de crack.

As denúncias de circulação das chamadas “drogas pesadas” na província da Huíla, tida já como “placa giratória” desses estupefacientes, são cada vez mais frequentes e agora confirmada com a detenção desse grupo de homens que actua do Lubango, mas como ramificações nas províncias do Namibe e do Cunene.

Segundo o inspector-chefe Francisco Casimiro, oficial que esteve à frente da operação, o desmantelamento desta rede surge na sequência de uma série de investigações que o comando provincial desencadeou há dois meses para travar o fluxo de drogas pesadas e o respectivo consumo na província.

As detenções, segundo a fonte, ocorreram nos bairros da Lage, zona nobre da urbe, e Mapunda, na periferia, sendo que na posse dos suspeitos foram encontrados 65 mil kwanzas supostamente resultante do comércio do produto.

Apesar da circulação confirmada de drogas, como a coicaína e o crack na província, o oficial indicou que a liamba continua a ser a mais consumida, com uma média de 200 detenções só este ano, entre consumidores e produtores, com realce para a zona da “Boca” da Humpata.

“De um tempo a esta parte, temos estado a realizar alguns trabalhos de combate ao narcotráfico. Desencadeamos uma acção que resultou na apreensão da droga, o valor resultante das vendas da mesma e ainda os prevaricadores”, ressaltou o focial.

Frisou ainda que o tráfico de drogas, sobretudo a cocaína, terá a liderança desse grupo, que para esquivar-se dos controlos da Polícia nas ligações com o Cunene e com o Namibe, usava uma carrinha de marca Ford Ranger.

Informações colhidas junto dos detidos dão conta que cada grama da cocaína é vendida a sete mil kwanzas, mas aos chamados “fornecedores” compravam dez gramas por 120 mil kwanzas.

A última detenção ligada ao tráfico de drogas teve lugar em Junho de 2019, em que foram detidos 33 indivíduos de um grupo que traficava a droga denominado “cidade de deus”.

Da média de 63 detenções que a polícia faz todas as semanas de suspeitos de crimes, mais de 45% estão relacionadas a traficantes e usuários de liamba.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.