Cidadãos no Cazenga recolhidos por desobediência

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Trinta cidadãos foram recolhidos pela Polícia Nacional, no município do Cazenga, em Luanda, por desobediência às normais de biossegurança.

Os implicados, na sua maioria homens, foram detidos pelo mau uso e sem máscaras faciais na via pública, tendo sido soltos depois do pagamento da multa de cinco mil kwanzas.

Os dados foram divulgados pelo delegado municipal da Polícia no Cazenga, superintendente chefe Joaquim da Conceição, durante  o balanço das ocorrências das ultimas 72 horas( sábado, domingo e segunda-feira).

No mesmo período, o comando registou seis crimes de natureza diversa, dos quais um homicídio voluntário por afogamento,  no distrito urbano do Tala-Hadi, bairro Vila -Flor, três ofensas corporais, um roubo e um desacato.

Segundo o comandante, a implicada no homicídio voluntário por afogamento é uma cidadão de 17 anos de idade que atirou o filho de três meses numa lagoa, por alegada falta de condições sociais.

Comparativamente ao igual perigo da semana passado, houve uma redução de 50 por cento dos casos.  

Cazenga, um dos nove municípios da província de Luanda, conta com  seis distritos urbanos, Tala-Hadi, Cazenga, Kima-Kieza, Hoji ya Henda, Kalwenda e 11 de Novembro.  

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.