Moçambique lança “alerta máximo” para possível praga de gafanhotos no norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural moçambicano lançou um “alerta máximo” para uma possível praga de gafanhotos na região fronteiriça entre Moçambique e Maláui.

“Moçambique poderá ser alvo de invasão [da praga], o que constituirá um perigo para a segurança alimentar nestes países”, lê-se numa nota emitida pelo Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

A nota indica que as direções provinciais “deverão estar em alerta máximo” no país para que se “tomem medidas adequadas em tempo útil”.

Trata-se dos “gafanhotos vermelho e migrador africano”, que estão atualmente África Oriental e a dispersar-se para região austral.

A informação foi reportada ao Governo pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Em julho, a União Europeia mobilizou mais 15 milhões de euros para apoiar as Nações Unidas e países parceiros no combate contra “uma das piores pragas de gafanhotos de deserto observadas na África Oriental em décadas”.

O valor segue-se a um primeiro pacote de ajuda no montante de 42 milhões de euros disponibilizado no início de 2020.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.