Angola regista mais 31 casos e uma morte, total sobe para 638

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, informou hoje, durante habitual conferência de imprensa para atualização dos dados sobre a covid-19 no país, que nas últimas 24 horas, foram registados mais 31 casos positivos confirmados de contaminação com o novo coronavírus, todos eles de Luanda, sendo as localicades mais afetadas Maianga, Ingombota, Kilamba Kiaxe, Talatona e Belas.

Os referidos casos têm as idades compreendidas entre os 10 meses e 73 anos de idade, sendo 17 do sexo masculino e 14 do sexo feminino, informou o responsável.

O óbito, trata-se de um paciente que “esteve internado na Clínica Sagrada Esperança há cinco dias, entrou em estado crítico e teve então um agravamento e infelizmente o desfecho foi um óbito ainda hoje”, disse o governante.

“Apesar destes dados tristes, hoje conseguimos recuperar pela primeira vez 75 pessoas que estavam internadas nos nossos centros de tratamento”, disse salientando, tratar-se do resultado da nova abordagem das autoridades sanitárias.

O governante apelou igualmente, mais uma vez, a calma e responsabilidade de cada um no cumprimento das medidas de prevenção para conter a propagação do “inimigo invisível e mortal, a SARS COV-2”, para evitar dor e luto no seio da população angolana.

O responsável notificou que com estes casos, o quadro epidemiológico da covid-19 no país alterou, passando agora a somar 638 casos confirmados de contaminação, mais 31 do que ontem, sendo 410 ativos, 199 recuperados (+75) e 29 óbitos (+1).

Franco Mufinda informou igualmente, que nas últimas 24 horas, foram realizados 2.988 testes de biologia molecular, sendo 31 positivos. No mesmo período foram realizados 2.693 testes rápidos em Luanda, com 179 casos reativos, elevando o nível de contaminação para 6,6%, ou seja, em cada 100 pessoas 6 estão potencialmente contaminadas com a covid-19, “isso em Luanda”, clarificou.

No país todo, foram feitos 19.562 testes rápidos com 888 casos reativos, sendo o nível de contaminação nacional de 4,6%, ou seja, em cada 100 pessoas 4 estão potencialmente infetadas com o novo coronavírus, mantendo-se inalterado os dados avançados ontem pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, segundo o qual 1 em cada 25 pessoas pode estar infetada.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 590 mil mortos e infetou mais de 13,83 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 14.399 mortos confirmados em mais de 664 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.