Bairros Samacaca e “28” sob cerca sanitária na Lunda Norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Parte do bairro Samacaca e o condomínio habitacional “28 casas”, estão desde às 00h00 desta quinta-feira (dia 16), sob cerca sanitária, devido o registo de casos suspeitos da COVID-19, que ao poucos vai se proliferando pelo país.

De acordo com o coodenador-adjunto da Comissão Multissetorial de Resposta ao Covid-19 na Lunda Norte, Gimi Nhunga, a cerca se manterá até a determinação dos resultados dos testes em laboratório.

Assim, estão confinados mais de 500  pessoas nas referidas cercas.
Para além destes bairros, está também  sob cerca sanitária, desde quarta-feira,  o projecto mineiro de Txinguvo, com 300 trabalhadores confinados.

Por outro lado, informou que o número de casos suspeitos na província,  subiu para 32, nas últimas 24 horas, fruto dos 227 testes rápidos realizados no centro de quarentena do Dundo e na Mina do Txinguvo.

Destes casos suspeitos, 33 foram registados na Mina do Txinguvo e dois implicando cidadãos que se encontravam em quarentena domiciliar, por terem furado a cerca sanitária de Luanda.

No quadro da campanha massiva, Hoje  testam os profissionais dos órgãos públicos e privados da Comunicação Social, técnicos de Saúde e alguns membros da Comissão Multissetorial de Resposta a Covid-19.

O país  conta com 576 infectados (475 de transmissão local), 27 mortes, 124 recuperados e 425 activos, distribuidos pelas províncias de Luanda e Cuanza Norte. Hoje, Cabinda registou os dois primeiros casos positivos.


 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.