Angola cumpre padrões no combate ao tráfico de seres humanos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Angola passou a integrar, este ano, o grupo de países em observação que cumprem os padrões no combate ao tráfico de seres humanos, anunciou esta quinta-feira, em Luanda, a secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário.

De acordo com a governante o país passou do Nível 2W de observação para o Nível 2, segundo o Relatório do Departamento de Estado Norte-americano.

A governante fez tal pronunciamento na abertura de uma palestra sobre tráfico de seres humanos (TSH) em Angola, dedicada a assistentes sociais e a profissionais de saúde, numa promoção do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, em parceria com os Serviços Jesuítas para os Refugiados (SJR).

Apontou a aprovação do Plano de Acção Nacional de Combate ao TSH, a estratégia Nacional de Direitos Humanos, entre outras melhorias, para condução e tratamento de casos de tráfico de pessoas como motivos principais para subida de ranking.

Explicou que o TSH é uma ameaça nacional e internacional que actua de forma cruel, ultrajante e movimenta por ano mais de Usd 20 milhões, tendo mulheres e crianças como as principais vítimas.

Referiu que a Comissão Interministerial de Combate ao Tráfico de Seres Humanos conta com uma base de dados com 100 casos (2015-2020), que faz parte da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e aderiu a Campanha Internacional do Coração Azul, criada para se solidarizar com as vítimas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.