Pelo menos 11 civis morrem em protestos no Mali

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Pelo menos 11 civis morreram nas manifestações que sacodem Bamaco desde a sexta-feira, anunciou neste domingo uma fonte do serviço de emergências de um grande hospital da capital do Mali.

“Entre sexta e o meio-dia de domingo contabilizamos 11 falecidos”, afirmou à AFP a fonte, que pediu anonimato.

Desde a sexta-feira, Bamaco vive um clima de violência e neste domingo, o imã Mahmud Dicko, líder da coalizão que pede uma mudança no poder no Mali, fez um apelo à calma de seus partidários.

“Volto a pedir à juventude maliense que demonstre moderação e calma”, declarou à AFP.

Os distúrbios civis são os mais importantes em anos na capital, que até agora tinha evitado a violência jihadista e intercomunitária registrada no norte e no centro do país.

No sábado, as forças de segurança usaram munição letal contra os manifestantes, afirmaram diversas testemunhas.

Os confrontos foram especialmente violentos ao redor da mesquita onde prega o imã Dicko, considerado o idealizador dos protestos.

O Movimento de 5 de Junho, formado por líderes religiosos, políticos e da sociedade civil, pede, entre outras coisas, a dissolução do Parlamento e a saída do presidente Ibrahima Boubacar Keita, no poder desde 2013.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.