Fundo Agrário apoia famílias com 15 mil milhões de kwanzas

Fundo Agrário apoia famílias com 15 mil milhões de kwanzas

O Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA) vai disponibilizar, ainda este ano, 15 mil milhões de Kwanzas (AKz) à agricultura familiar a nível do país, anunciou hoje o Presidente do Conselho de Administração, Carlos Fernandes.

O responsável fez este anúncio no final de um encontro de cortesia com o governador provincial, Pereira Alfredo, no quadro de sua visita de dois dias à região, para avaliar o estado da agricultura familiar.

Carlos Fernandes salientou que o montante em causa vai apoiar a agricultura familiar através da cedência de créditos, de forma que os beneficiários aumentem os níveis de produção de várias culturas, bem como melhorar a colheita na próxima campanha agrícola (2020/2021).

As famílias camponesas, segundo o gestor, terão a oportunidade de adquirirem tractores, fertilizantes, pesticidas, instrumentos de produção, sementes agrícolas, bem como outros meios que lhes garanta o desenvolvimento da agricultura em melhores condições.

Referiu que o financiamento tem também por objectivo o fomento agrícola, no âmbito da diversificação da economia em curso no país, e reduzir as importações de diversos bens alimentares.

Considerou o FADA importante, uma vez que  um dos maiores objectivos é remover entraves para alavancar a agricultura, acrescentando que o projecto tem igualmente o foco no apoio à produção e comercialização de produtos da agricultura familiar.

Ainda no quadro da sua visita, o PCA do FADA manteve um outro encontro com as famílias camponesas, cooperativas e associações de produtores agrícolas.

Por seu turno, o governador Pereira Alfredo considerou o financiamento uma mais-valia, porque vai minimizar as dificuldades que as famílias camponesas enfrentam, sobretudo na aquisição de inputs agrícolas, numa altura em que o Executivo está apostado na agricultura familiar.

O resultado esperado com esse apoio, enfatizou o governador, passa pela criação de mais empregos a nível das explorações agrícolas familiares, melhoria dos meios de subsistência nutricional e a facilitação do desenvolvimento de cadeias de valores no ramo agrícola.

Na campanha agrícola 2018/2019, o Governo, através do Ministério da Agricultura e Florestas, distribuiu, aos camponeses da região, cinco mil toneladas de fertilizantes.

Segundo o director do gabinete provincial da Agricultura, Floresta e Pescas, Marcolino Sandemba, na presente campanha agrícola (2019-2020) são colhidas 800 mil toneladas de produtos diversos, com realce para cereais (milho e arroz) e hortícolas, quase o dobro em relação a campanha anterior.

A colheita é feita por mais de 101 mil famílias, assistidas através do projecto Mosap II, no âmbito do Programa Rural e de Fomento à Agricultura na província.

Com um milhão 455 mil e 255 habitantes, a província controla 1.321 associações de camponeses e perto de 850 escolas de campo, das mil e 360 previstas, até 2021.

Fonte: Angop

Close Menu