Bernardo Silva marca na goleada do City, Chelsea pode perder terceiro lugar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Bernardo Silva marcou hoje na goleada do Manchester City por 5-0 em casa do Brighton, numa 35.ª jornada na qual o Chelsea perdeu por claros 3-0 em casa do Sheffield United, podendo perder a posição de Liga dos Campeões

Com o campeonato resolvido e o segundo lugar garantido, os ‘citizens’ passearam em casa do Brighton, com o português a marcar o 4-0, aos 56 minutos, na recarga a uma defesa incompleta a remate seu.

Sterling fez um ‘hat-trick’ com tentos aos 21, em remate rasteiro de fora da área, aos 53 com desvio de cabeça na pequena área e aos 81 com a bola, caprichosa, a bater na sua testa, com o atleta no chão, num encontro que teve ainda o festejo do brasileiro Gabriel Jesus, também de cabeça.

O terceiro lugar do Chelsea é que está ameaçado, depois de expressiva derrota por 3-0 na visita ao Sheffield United, que pode destroná-los de um lugar na Liga dos Campeões, reservado aos quatro primeiros.

O irlandês David McGoldrick marcou aos 18 e 77 minutos, primeiro aproveitando um conjunto de ressaltos e depois finalizando um contra-ataque no qual a defesa fez muitas cerimónias para aliviar.

Pelo meio, o escocês Oliver McBurnie marcou aos 33, de cabeça, num lance que mostrou a diferença de atitude entre as equipas.

O Chelsea manteve os 60 pontos, mais um do que o Leicester de Ricardo Pereira, que domingo visita o Bournemouth, e dois do que o Manchester United de Bruno Fernandes e Diogo Dalot, que segunda-feira recebe o Southampton.

Horas antes, o já campeão Liverpool perdeu os primeiros pontos em casa esta época, ao ceder 1-1 com o Burnley, num jogo em que ambos enviaram ainda uma bola ao ferro.

Aos 34, o escocês Andrew Robertson adiantou os ‘reds’ com um cabeceamento de belo efeito, contudo, aos 69, o avançado inglês de ascendência espanhola Jay Rodriguez empatou num remate sem hipóteses para Alisson.

A série de vitórias caseiras da equipa de Jurgen Klopp para a Premier League já vinha desde janeiro de 2019 e este empate ditou o fim da aspiração de terminar o campeonato com vitórias nos 19 jogos em casa.

Ainda assim, não fez esmorecer o desejo de bater o recorde de 100 pontos na prova — atingido há duas épocas pelo Manchester City de Guardiola -, pois tem 93 quando há ainda nove em disputa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.