Pelo menos 20 mortos em chacina no norte do Congo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Pelo menos 20 civis foram mortos nesta quarta-feira (8) em Ituri, no nordeste da República Democrática do Congo, onde a Organização das Nações Unidas (ONU) e o Tribunal Penal Internacional (TPI) suspeitam que crimes contra a humanidade possam ter sido cometidos.

O ataque ocorreu em Djugu, norte de Bunia, capital da província de Ituri, disse uma autoridade local à AFP.

“Dada a insegurança que reina na área, estamos aguardando o retorno de uma equipe para ter um equilíbrio exato”, disse o funcionário, que falou sob condição de anonimato.

O funcionário culpou pelo crime a milícia da Cooperativa para o Desenvolvimento do Congo (Codeco), que opera na região e é acusada de eventos semelhantes.

A Codeco vem do grupo étnico Lendu, uma comunidade predominantemente agrícola que historicamente inimiga dos Hema, um grupo de comerciantes e pastores.

Centenas de pessoas foram mortas nas províncias de Kivu e Ituri do Norte e do Sul desde outubro passado, quando as forças armadas lançaram uma ofensiva contra grupos armados no leste do país.

Um relatório da ONU divulgado na segunda-feira indica que quase 800 civis foram mortos pelo grupo armado Forças Democráticas Aliadas (ADF) no leste do Congo desde janeiro de 2019.

A comissária de direitos humanos das Nações Unidas, Michelle Bachelet, falou em “crimes contra a humanidade” depois de visitar a região norte de Bunia em janeiro, acrescentando que a maioria das vítimas era do grupo Hema.

O TPI, com sede em Haia, observou que os assassinatos poderiam constituir crimes sob sua jurisdição.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.