Governador assume emissão de licenças

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governador do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, chamou para si a exclusividade na emissão de licenças que autorizem a entrada e saída de cidadãos no município de Cazengo (sede da província), submetido desde hoje (quinta-feira), a nova cerca sanitária à luz do Decreto Presidencial 184/20, de 8 de Julho.

Ao intervir numa reunião de emergência do governo provincial, Adriano Mendes de Carvalho teceu que  a medida visa disciplinar a circulação de pessoas que entram e saem da circunscrição, como via de se assegurar um maior rigor na contenção da expansão da Covid-19 ao nível do município de Cazengo, que tem já registados 16 casos positivos da doença.

O governador garantiu o reforço das medidas de prevenção da doença à luz do novo Decreto Presidencial,  revelando uma acção dura da polícia para todos aqueles que insistirem em não cooperarem com as autoridades, tendo exortado à calma dos munícipes do Cazengo, em virtude de serem submetidos uma nova situação de confinamento.

Reconheceu ser um momento difícil, mas garantiu ser a única forma encontrada pelas autoridades para o melhor controlo da pandemia, da qual se espera a união de todos os sectores da sociedade e um maior apoio aos profissionais de saúde envolvidos nas acções de testagem e acompanhamento das pessoas identificadas com a doença.

Adriano Mendes de Carvalho anunciou, por outro lado, o levantamento na última quarta-feira, da cerca sanitária da Rua dos Índios (Tomás José Marques), após mais de 15 dias de confinamento por ter registado casos positivos da doença.

Apontou que decorrem estudos para também fazer-se o levantamento da cerca sanitária nos bairros Sambizanga e Posse, onde se encontram mais de mil famílias em quarentena domiciliar.

O governador destacou o factoda província ter beneficiado de mil testes rápidos para a Covid-19, que permitiram a testagem de 856 cidadãos, na sua maioria funcionários públicos, com saldo de 39 casos suspeitos, cujas amostras foram encaminhadas aos laboratórios de referência, em Luanda, para confirmação.

Com 17 casos positivos de Covid-19 registados, um óbito e 16 activos, o Cuanza Norte é a segunda província de Angola a registar casos positivos de Covid-19,  após Luanda.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.