Johnny Depp nega ser um ‘monstro’ que agrediu a ex-esposa

Johnny Depp nega ser um ‘monstro’ que agrediu a ex-esposa

Johnny Depp negou ser um “monstro” que agrediu a ex-esposa, a atriz Amber Heard, por ter zombado de uma de suas tatuagens, durante seu depoimento nesta quarta-feira (8), no segundo dia de audiência contra o tabloide The Sun.

Com o rosto coberto por um pano, os dois chegaram separadamente ao Supremo Tribunal de Londres, que analisa há três semanas o caso do The Sun e seu proprietário “News Group Newspapers” (NGN).

O ator, de 57 anos, herói da saga “Piratas do Caribe”, acusa o grupo de mídia de ter apresentado como um fato comprovado, em um artigo publicado em abril de 2018, que havia agredido sua ex-esposa, da qual se divorciou em meio a escândalos em 2017.

Durante a audiência, Johnny Depp foi interrogado sem descanso pela advogada do NGN sobre seu vício em drogas e álcool.

Reconheceu ter “sucumbido a seus antigos demônios” em março de 2013, após 160 dias de sobriedade, mas negou ter batido três vezes em Amber Heard, como ela afirma.

Segundo a advogada Sasha Wass, a atriz zombou de uma tatuagem de Johnny Depp, “Wino Forever” (“Bêbado para sempre”), transformação da frase “Winona Forever”, feita depois de seu rompimento com a atriz americana Winona Ryder, nos anos 1990.

Depois de tomar consciência de suas ações, teria falado pela primeira vez com sua esposa sobre o “monstro” que vive nele, “o alter ego, a pessoa que assume o controle quando se está sob a influência de álcool e drogas”.

“Isso é absolutamente falso”, respondeu Johnny Depp. “Não bati em Amber”.

Os dois atores se conheceram no set de “Ron Express” em 2011 e se casaram em fevereiro de 2015, em Los Angeles. Dois anos depois, se divorciaram.

A atriz, de 34 anos, referiu-se neste momento a “anos” de violência “física e psicológica”, acusações fortemente contestadas por Johnny Depp.

Fonte: AFP

Close Menu