Angola com 33 novos casos, 28 em Luanda e 5 no Cuanza Norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, informou que nas últimas 24 horas, foram registados 33 novos casos de contaminação com o novo coronavírus, sendo 28 em Luanda e 5 na província do Cuanza Norte e 2 óbitos.

De acordo com a governante que falava na habitual conferência de imprensa para atualização dos dados sobre a covid-19 no país, “os casos positivos têm idades compreendidas entre os 9 e 71 anos de idade, dos quais 11 são do sexo masculino e 22 são do sexo feminino”.

Segundo a ministra, “estes casos resultam dos rastreios que estão a ser feitos nas unidades sanitárias sentinelas, nomeadamente, na Clínica Girassol, Hospital Geral Militar de Luanda, Hospital Sanatório de Luanda, Hospital Josina Machel e Hospital Divina Providência”.

Para além disso, disse a ministra, as autoridades sanitárias continuam a “fazer o rastreio dos contactos dos casos positivos e também fazer a testagem das pessoas em quarentenas institucionais”.

Os municípios mais afetados continuam a ser o município de Talatona, Belas, distrito urbano da Maianga e Samba.

Dos casos positivos, 5 são de contaminação local e 28 têm o vínculo epidemiológico ainda por esclarecer e que a partir de hoje estão sob investigação.

Em relação aos óbitos, um óbito é de um jovem de 29 anos de idade que estava internado no hospital Divina Providência, “drepanocítico e tinha uma crise vaso-oclusiva e que também, por outro lado, teve uma infeção respiratória aguda grave e que infelizmente evoluiu para óbito”, informou.

“O segundo caso, trata-se de uma paciente de 71 anos de idade que estava internada há dois dias num dos centros de tratamento de referência, era um dos casos críticos e que de facto tinha várias comorbidades e, que infelizmente teve um quadro muito grave do ponto de vista respiratório para além das suas comorbidades e faleceu”.

Por essa altura, o país tem um total acumulado de 386 casos confirmados, com 21 óbitos (+2), 117 recuperados (+9) e 248 casos ativos, 6 dos quais, requerem cuidados especiais e um doente em estado crítico.

“Em relação aos casos que requerem cuidados especiais, são doentes que têm várias doenças, comorbidades muito descompensados e que em certa medida requerem cuidados especiais perante o cenário de covid”, concluiu a ministra.

Em África, o número de mortos devido à covid-19 subiu hoje para 11.622, mais 262 nas últimas 24 horas, e há quase 492 mil infetados, segundo os números mais recentes sobre a pandemia no continente.

A nível global, a pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 538.326 pessoas e infetou mais de 11,6 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.