Angola atinge a casa dos 300 com um registo de 24 casos nas últimas 24 horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Angola atingiu hoje os 315 casos positivos de contaminação com o novo coronavírus, com um registo de 24 casos positivos nas últimas 24 horas, sendo 18 de transmissão local, relacionados com outros casos conhecidos e 6 casos sem vínculo epidemiológico.

Esta informação foi avançada pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, na habitual conferência de imprensa para atualização dos dados sobre a covid-19 no nosso país.

Segundo o governante, foram registados igualmente nas últimas 24 horas, 2 óbitos, sendo um de um indivíduo de 67 anos de idade, do sexo masculino, que sofria de hipertensão arterial e estava internado na Clínica Girassol. O segundo óbito, trata-se também de um indivíduo do sexo masculino, de 54 anos de idade, que faleceu a chegada ao Hospital Militar.

Neste contexto, os casos sem vínculo epidemiológico, sobem para 49 (+6) do ontem. Os casos de transmissão local sobem igualmente somando agora 229 (+18).

Do laboratório, foram colhidos até ao momento 26.567 amostras, dos quais 315 deram positivo, 20.265 deram negativo e o restante encontra-se em processamento.

As altas, foram 49 em todo o país. Em quarentena institucional estão 1.322 pessoas, os casos suspeitos investigados são 515 e os contactos diretos ou ocasionais sob vigilância são 2.215.

Sendo assim, o quadro epidemiológico sobre a covid-19 no país altera, passando a somar agora 315 casos positivos confirmados, sendo 201 ativos, 97 recuperados e 17 óbitos (+2 do que ontem).

A nível global, a pandemia do novo coronavírus já infetou quase 11 milhões de pessoas e causou a morte a mais de 500 mil pessoas.

Os casos recuperados somam, de acordo com os dados mais recentes, mais de 6 milhões de pessoas em todo mundo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.